Europa irá enfrentar uma crise de obesidade


A Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta que o número de pessoas obesas e com excesso de peso deverá aumentar na maioria dos países europeus até 2030, sendo a situação particularmente grave para alguns países (por exemplo na Irlanda, onde espera-se que 89% dos homens apresentem peso acima do recomendado em 2030).

barrigas-WEB

A Europa vai enfrentar uma “crise de obesidade de enormes proporções” dentro de 15 anos, alertou a OMS durante o Congresso Europeu sobre Obesidade, a decorrer em Praga até ao dia 11 de Maio. Em 2030, a maioria dos países analisados (53) pela instituição irá apresentar um aumento na proporção de pessoas obesas e excesso de peso no seio da população adulta.

A situação é extremamente alarmante para a Irlanda. A OMS prevê que 89% dos homens estarão com peso acima do recomendado e 48% estarão obesos. Entre as mulheres irlandesas, 85% devem apresentar excesso de peso e 57% serão obesas em 2030.

Mesmo países que, tradicionalmente, têm índices de obesidade mais reduzidos registarão aumentos significativos. Por exemplo, para a Suécia, espera-se que mais de um quarto dos suecos e 22% das suecas estejam obesos em 2030.

As pessoas são consideradas acima do peso quando têm um Índice de Massa Corporal (IMC) maior que 25 e obesas quando o índice é maior que 30. A obesidade é causada sobretudo por fatores relacionados com o estilo de vida – como o a ingestão de fast-food ou o sedentarismo – e tem impactos negativos sobre a saúde de um número cada vez mais pessoas em todo o mundo.

Segundo a OMS, desde 1980, o número de obesos mais do que duplicou, ultrapassando os 600 milhões de adultos em 2014. Já as pessoas com excesso de peso são mais do que 1,9 mil milhões – 39% da população adulta mundial.

João Breda, responsável de programa do escritório regional da OMS Europa, destaca que “as medidas tomadas hoje podem impedir que estas previsões se tornem realidade” e que alguns países já mostram uma tendência de redução.

Leave a comment