795 Milhões de pessoas ainda passam fome no mundo inteiro 1


Relatório da ONU mostra que, apesar de uma considerável redução do número de pessoas em situação de fome (menos 216 milhões desde 1992), ainda estamos longe da erradicação total, uma vez que quase 800 milhões de pessoas não têm acesso suficiente a alimentos para suprir as suas necessidades energéticas e nutricionais.

Capa FoodInsec2015

A FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) lançou, no dia 27 de Maio, a edição 2015 do Relatório sobre o Estado da Insegurança Alimentar no Mundo, revelando que uma em cada nove pessoas se encontra em situação de fome. Este relatório, que cobre a situação em 129 países, determinou que o número de pessoas em situação de fome desceu em cerca de 216 milhões, quando comparado com os dados dos anos de 1990 a 1992 (167 milhões na última década). Apesar da “erradicação total da fome” global ser um objetivo declarado por muitas entidades, estima-se que 795 milhões de pessoas ainda vivam em situação de fome.

72 dos 129 países monitorizados conseguiram cumprir a meta relativa à fome do primeiro   dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio (redução para metade a prevalência de fome, entre 1990 e 2015). Apesar da FAO assumir papel de destaque na preparação deste relatório, o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e o Programa Alimentar Mundial (PAM) também participaram elaboração deste documento, que é publicado anualmente desde 1999.

 José Graziano da Silva afirmou que “o alcance das metas dos ODM para a fome demonstra que podemos eliminar este flagelo ainda durante a nossa era”, acrescentando que acredita que a erradicação da fome no mundo não é um objetivo utópico. O diretor-geral da FAO, considera que, para atingir este objetivo, é fundamental que esta convicção “faça parte de todas as políticas adotadas” e que esta geração tem todas as condições para se tornar a “geração Fome Zero”, numa alusão ao programa brasileiro Fome Zero.

Globalmente, os maiores avanços na redução da fome e na melhoria da segurança alimentar são encontrados na América Latina e no Caribe, onde desde 1990 a proporção de população com fome foi reduzida de 14,7% para 5,5%. Estes resultados só são possíveis devido a um grande “compromisso político” para a diminuição da fome na região. A FAO demonstrou também a sua preocupação com os elevados índices de insegurança alimentar que alguns países apresentam atualmente, destacando os casos a Síria, Iraque, Iémen, Mali, República Democrática do Congo, República Centro-Africana e Sudão do Sul.

Consulte o relatório AQUI.


Leave a comment

One thought on “795 Milhões de pessoas ainda passam fome no mundo inteiro